A Orelha de "O Ser Poetizado" foi feito por estudantes de Santo Antônio do Monte, Especialmente do Instituto Maria Angélica de Castro (IMAC), que vislumbrou a importância da idéia como mecanismo estimulador da escrita e da leitura. Os trabalhos foram coordenados pela professora Maria Puríssima Borges, que enviouao autor o seguinte bilhete acompanhando as redações pré-selecionadas: "Carlos Lúcio, parabéns pela alma poética que encanta o jovem e atinge o adulto. Gostei de constatar as várias leituras que os alunos fizeram de seus livros e descobri que o "Pelas Partes Femininas" teve e tem mil e um leitores".

O jornalista João Ribeiro de Barros (do Diário da Tarde) incumbiu-se da difícil seleção final, classificando os trabalhos abaixo:
"CARLOS Lúcio Gontijo nos transmite, em versos e em prosa,uma obra grandiosa. Seus sentimentos, em formas e conteúdos, traçam o estilo perfeito do poeta. O conteúdo apresenta a verdade da gente brasileira, ou de um Brasil desigual, onde a pobreza ou a riqueza de cada pedaço se encarrega de dividir sentimentos e de deixar aflorar veias poéticas. Num mundo de cores diferentes, onde cada um pinta sua vida da cor que lhe é oferecida, Carlos Lúcio pinta as dores, sentimentos e emoções, fazendo-nos mergulhar na essência de sua palavra, objetiva e sentimental, levando a alma a ser mais humana."
Pollyanna Borges Couto - 2º ano - IMAC

Ilustrações:
Marcos de Souza (Quinho)
Erivelto Arifa Alves
Nivaldo Marques Martins
Revisão:
Carlos Lúcio Gontijo
Composição:
Conceição Nina de Oliveira
Capa e Ficha técnica
Nivaldo Marques Martins

Gontijo, Carlos Lúcio: O Ser Poetizado
Poesia e prosa - 1ª ed. - Belo Horizonte 2002