ELA

Apesar do seu olhar tão brilhante, ela não é uma estrela.
Tem os cabelos compridos, mas não é nenhum cometa.
Seus lábios são avermelhados,mas baton ela não usa.
Tem a voz tão bonita e não é rouxinol.
Tem a pele morena, mas nem conhece Copacabana.
Tem um jeitinho especial de andar e nem por isto é modelo.
Parece menina-moça, mas no fundo é só menina.
Quando ela aparece na rua há mais luz nas coisas.
Porém apesar disto ela não é a lua.
Machuca-me o coração e nem por isto faz transplantes.
E apesar de eu sonhar com ela, ela não é um sonho.
Pois na verdade ela existe sim!
E, é somente ela que eu quero junto de mim...

******

"Devo continuar um SENSIBILISTA. O "Ela" foi escrito aos dezessete e o pensamento abaixo nasceu aos dezoito anos: porém, a pureza e a filosofia estampam-se neles. Enquanto eu puder sorver todo o meu mundo, sem egoísmos, serei um escritor; mas se eu perder a sensibilidade e vangloriar-me deste pendor, então para quê tinta e pena".

******

QUERO QUE VOCÊ SAIA DE VOCÊ PRA MIM,
COM A MESMA IMENSIDÃO QUE EU SAÍ
DE MIM PRA VOCÊ...

LEITE E LUA
Carlos Lúcio Gontijo
Foto-traços internos:
HAMILTON FLORES DE SOUZA
Capa:
Lay-out de CLG
Desenho:
Carlos A. S.
Planejamento gráfico e artístico:
CLG

Gontijo, Carlos Lúcio: Leite e Lua
Poesia- 1ª ed. - Belo Horizonte 1977